Veni, Vidi, Vici

Na madrugada de ontem pra hoje, depois de deixar o Guia de Estudos de lado um pouco pra descansar os olhos – que cada dia me incomodam mais – eu entrei em uma conversa incomum com uma interlocutora no mínimo improvável. Coisa bem estranha mesmo, a conversa não tinha razão de ser, mas se provou interessante.

Ela insistia que a Copa do Mundo é uma bobagem, e que futebol é um esporte pobre, que monopoliza recursos que deveriam ser canalizados pros demais. Dizia também que há esportes muito mais artísticos que futebol.

Eu logo argumentei que não só o futebol não requer financiamento público – ele praticamente errompe do povo – como pode haver muita arte sim, no futebol. Nunca vou esquecer a lembrança do Morumbi cheio de mais de 40 mil pessoas com a camisa do meu São Paulo, todos juntos torcendo pelo mesmo ideal – que por sinal, perdeu nesse dia.

Daí a conversa evoluiu para momentos marcantes que conferem um valor especial a certos eventos que poderiam ser neutros em nossas vidas. Falamos de alguns momentos interessantes.

Mas hoje eu me toquei que talvez realmente tenha o interesse errado por futebol. Não me encaixo na parcela dos torcedores doentes, eu torço com razão.

[E se eu aproveito da atual boa fase do São Paulo pra tirar piadinhas com todos os adversários de plantão, é num ato de reciprocidade a todas as piadinhas que, por mais que não me doessem tanto assim, fui forçado a escutar pacientemente desde 94.]

E como muitas coisas, eu gosto por poder ver através delas o ser humano. Trinidad e Tobago acaba ganhar de 0x0 da Suécia. Um jogo que eu nem ia assistir por ser tão ralé. Mas vendo a comemoração daquele povo, eu percebi que ao menos hoje, a Copa do Mundo já tem dono. Não pelos resultados, mas pela vontade, pelo sonho que virou realidade.

“Bem aventurados os que são como crianças, pois elas herdarão o reino dos céus”

Falta só a Costa do Marfim completar a epifania :)

Anúncios

Sobre Wagner Artur Cabral

filosofia política e futebol
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

3 respostas para Veni, Vidi, Vici

  1. Raoni disse:

    Vibrei por Trindade e Tobago. Achei foi bom pros favoritistas! \o/ Ninguém merece narrador dizendo que a Suécia vai golear e blablabla.

  2. Line disse:

    Que bom, vc tá num clima tão reflexivo de copa minino artur!
    Assim, como sempre dá raiva que em mês de copa só dê copa em noticiário e as pessoas se esqueçam de todo o resto (putz até nos canais gringos é assim, bem menos que no Brasil, mas still). Mas tem o lado lindo e poético de um país como a Costa do Marfim, cujos jogadores foram quase endeusados pelo povo, num país que decretou feriado lá (não sei se no dia que eles iam jogar, não peguei a notícia direito) e declarou cessar-fogo por causa da copa. Esse único gol que eles fizeram contra uma seleção como a da Argentina deve tê-los feito vibrar muito, mesmo perdendo o jogo. Eu acho lindo essas coisas.
    Clima de copo! hehehe
    Beijo!

  3. Daiana disse:

    haha
    quem foi essa chata que te impedu de dormir com uma discussão sem, aparentemente, mto propósito heeein?
    =*******

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s