Worst Intersections in America

O barulho do trânsito, ao contrário do que acontece com a maioria das pessoas, me relaxa. Não sei se é a irregularidade, o inesperado, os berros estridentes das buzinas intermitentes, os motores de diversas potências, regulados ou não, que desorganizam uma faixa sonora pintando uma impressão vívida do caos nos tímpanos humanos. Esse caos me seduz. Gosto de observar o fluxo das pessoas em vários horários. Já sentei com uma cadeira de praia – essas são as mais confortáveis, pode confiar – ao lado de uma estrada numa segunda-feira pela manhã, para ver as pessoas se arrastarem de volta ao trabalho. Às sextas elas escorregam, deslizam para o conforto dos seus lares. Menos quando é antes de um feriadão, aí elas rasgam, esguicham, irrompem pra casa. Ou pra onde quer que elas queiram ir, afinal. Todo mundo está sempre em trânsito, em curso.

Eu tenho alguns pontos preferidos pra ver as pessoas indo e vindo. Após alguns meses de estudo minucioso eu cheguei finalmente a um resultado, elaborando uma lista robusta dos piores trechos dos trânsito da cidade. Não surpreendentemente, os momentos mais absurdos e insuportáveis são intersecções, invariavelmente. Não são curvas fechadas, aclives ou declives. São momentos em que um motorista precisa esperar pelo outro. Aí, amigo, a casa cai e o carro vai pro brejo. Nessas intersecções que nos revelamos, e eu gosto de assistir de fora. Ver o crente com adesivo de Jesus que corta todo mundo sem nenhuma educação. Chorar de rir com a velhinha que estira o dedo pro moleque que não esperou a vez. Ver aquele homenzarrão morrendo de medo de entrar na torrente, como aquela criança com medo de entrar na água fria. Vai, molha a ponta do pezinho, volta. Olha, encara. Gira pra lá, pra cá. Avança alguns centímetros. De tanta segurança, quase morre lá, abalroado por todo o resto do mundo que não consegue seguir seu ritmo neurótico-paranóico, incapaz de dar um passo adiante. Eu os vejo, todos os dias. Eu nem trabalho nisso nem nada. Na verdade eu não suporto dirigir carros, gosto só de olhar. Olho com uma paixão voyeur, com receio de estragar chegando perto demais, corrompendo aquela perfeição insuspeita com meu estigma racional, com minhas análises pragmáticas sufocantes. Porque naqueles cruzamentos não há razão, há instinto. Não há objetivo, só há meio. Nunca há um significado, só existem palavras dissociadas, aplicáveis a qualquer coisa. Ninguém realiza nada, contrói nada, no trânsito. Mas é o trânsito que nos leva para nossos trabalhos, nossas casas. Mas mesmo assim, mesmo tendo essa função importante, nós perdemos tempo demais, devotamos tempo demais a ele por luxo ou preguiça. Aliás, eu não, já que eu prefiro ficar olhando de fora, sem me sujar nessas vidas perdidas. Lá eu me cruzo com a vida, e ela não me nega passagem. Mas eu não passo adiante, fico aqui, atrapalhando tudo. E rio, rio deles todos. E você, passa ou fica?

Anúncios

Sobre Wagner Artur Cabral

filosofia política e futebol
Esse post foi publicado em Riverside. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Worst Intersections in America

  1. Rafael Prince disse:

    Amo o caos da cidade grande. É lindo passar (a pé) por sobre o viaduto do chá no horário do rush, olhar lá pra baixo e ver aquelas duas grandes faixas luminosas, uma vermelha e outro branca. Estanques e cheias de pessoas impacientes.

    Mas tenho de admitir que, desde que vim para cá – e, principalmente, por ter morado três anos de frenta para o Minhocão -, aprendi a valorizar mais o silêncio. Aquele silêncio absoluto de uma cidadezinha mineira às 3 da manhã (galos e grilos não atrapalham o silêncio, integram-no).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s