Arquivo da tag: Riverside

Talk Show 2

This is a follow-up from this other post, from a few years go.     – Have you ever wondered about the dark side of the moon? The shadows that lie in that far-away place that can only be reached … Continuar lendo

Publicado em Riverside | Marcado com , , , , , | 2 Comentários

A morte necessária

Não é de se surpreender a progressiva laicização da espécie humana. Um dos maiores presentes da vida moderna foi nos trazer a inexorável certeza que a própria, tão atribulada e movimentada vida, um dia acaba. Faça o teste: procure uma … Continuar lendo

Publicado em Persianas | Marcado com | 1 Comentário

Memórias de Aeroporto

Algumas memórias são dignas de serem armazenadas, carinhosamente, outras não.  Frequentemente as do último caso suplantam as do primeiro, e isso se explica pela tênue distinção entre a definição de amor e ódio. Gostar de alguém – e efetivamente não-gostar … Continuar lendo

Publicado em Riverside | Marcado com | 4 Comentários

Redemption

Every man is entitled to a fair share of redemption. Not too much, for he would feel neglected by chance and destiny in a eventless life, not too little, else he would think a monster of himself. But the truth … Continuar lendo

Publicado em Riverside | Marcado com | Deixe um comentário

Luz

O sol brilha tão forte que converte minha mão morena em plena luz. Perscrutando os sulcos e refletindo o espírito de Apolo, o sol transmuta meus dedos em algo que eles não são. De plano é evidente que tudo que … Continuar lendo

Publicado em Riverside | Marcado com | 2 Comentários

Proclamação

O mundo é uma proclamação heróica ideologicamente voltada para o infinito. Tudo é construído e insinuado simbolizando uma eterna repetição, uma vida que prosseguirá por dias, anos e incontáveis invernos, sem objeção. Contudo a vida não é reta, mas curvilínea … Continuar lendo

Publicado em Riverside | Marcado com | 2 Comentários

Todas as divas

Era uma noite como outra qualquer, uma noite boa para milagres. Primeiro havia os olhos, enérgicos mas tristes, completos mas despedaçados. Encantados. Ao primeiro sinal dos olhos havia o resto do mundo, construído lentamente para encaixar ao seu redor, tudo … Continuar lendo

Publicado em Riverside | Marcado com | 3 Comentários